I graduated in Plastic Arts in the small city of Viseu where I am natural. Concerned about the future and always questioning myself I moved in the same year (2012) to Porto where in 2014 I finished the masters degree in Documentary Photography. In 2015 the completion of the academic course served me to understand how I would position myself in the near future in photography and consequently in life. ILHA (2014) followed my study conclusion. He had a different process from all the other projects. It was something remarkable for me. I made my first author book and exhibitions. New projects have arisen in photography and in my cultural integration which was something new for me. In 2016 I embraced new projects and joined the ACRITICA cultural cooperative. We founded Carmo 81 in Viseu, where I moved after I finished my studies. From 2016 until then (2017) I have integrated residencies, festivals, photography shows among others, developing new projects. My photograph remains until then to be seen as a search, I continue and I will continue to photograph what it concerns and questions me. My photographs always belong there my reality is the way I see the world and those around me. Thats why I can not set goals.


(PT)
Licenciei-me em Artes Plásticas na pequena cidade de Viseu de onde sou natural. Inquieto com o futuro e sempre a questionar-me mudei-me no mesmo ano (2012) para o Porto onde em 2014 acabei o mestrado em Comunicação Audiovisual, especializado em Fotografia Documental. Em 2015 a conclusão do percurso académico serviu sobretudo para perceber como me iria posicionar num futuro próximo na fotografia e consequentemente na vida. A ILHA (2014) acompanhou a minha conclusão dos estudos. Teve um processo diferente de todos os outros projetos até hoje. Foi algo marcante para mim. Realizei o meu primeiro livro de autor e exposições. Surgiram novos projetos na fotografia e na minha integração cultural que era algo novo para mim. Em 2016 abracei novos projetos e integrei a cooperativa cultural ACRITICA. Fundámos o Carmo 81, em Viseu, para onde me mudei depois de concluir o meu percurso académico. De 2016 até então (2017) tenho integrado residências, festivais, mostras de fotografia entre outros, desenvolvendo novos projetos. A minha fotografia continua até então a ser vista como uma procura, continuo e continuarei sempre a fotografar aquilo que me inquieta e questiona. As minhas fotografias pertencem sempre há minha realidade é a minha forma de ver o mundo e os que me rodeiam. Por isso não consigo definir metas.

Exibitions/ Residencies

2017

  • A Chama, Fujifilm International Festival, Viseu, 2017
  • Coura-Mãe, Centro de Estudos Mário Cláudio, Paredes de Coura, 2016-2017

2016

  • A Ronda da Noite, fotografias, Jardins Efémeros, Viseu, 2016
  • Carmo’81, fotografias, Viseu, 2016

2015

  • A Ilha, Carmo’81, Viseu, 2015
  • E(scape)S, José Crúzio, Jardins Efémeros, 2015

2014

  • A Ilha, Edifício AXA, Porto 2014

2013

  • Nativos do Douro, Museu do Douro, Exposição Colectiva, Régua, 2013
  • Nativos do Douro, Edifício PT, Porto, 2013
  • Nativos do Douro, Centro Português de Fotografia, Exposição Colectiva, Porto, 2013
  • Nativos do Douro, Hotel Douro Scala, Exposição Colectiva, Mesão Frio, 2013

Books

  • A Ilha, Self published, Porto, 2014
  • Topografias a Norte,Scopio Projects, Editorial Line, 2013

Filmography

  • A Ronda da Noite, de Tiago Resende, Jardins Efémeros, Viseu, 2016
  • Ferro Sonho, Co-realização, Tiago Resende, Viseu, 2015
  • Memórias de um Filme, de Tiago Resende, Porto, 2014