Dia 4
Voltando à aura azul

Texto do Hugo Cardoso (Galo Can’t Às Duas)

” Depois de um dia em total recuperação só “rezava” para que no dia seguinte tivesse melhor para retomar o trabalho. Seria péssimo mandar dois dias de residência para o ar.
Assim foi, acordei com umas ligeiras dores de barriga mas com a energia em altas. Dei a ordem para todos se levantarem e siga para o pequeno almoço. Fiz algumas questões ao Farias e ao GonGon sobre o que se tinha passado na noite anterior, visto termos recebido uma visita do coração.
Com alta pica, seguimos para a sala da criatividade, essa que tinha entrado na mente do GonGon no dia anterior de uma maneira bem luminosa. Mostrou-me algumas linhas que tinha criado e achei bem interessante, disse-lhe:
– “Estás com os níveis de criatividade em altas chavalo”.
Pegámos nessas ideias e vimos para onde elas nos direcionavam admirando sempre cada linha e groove criado.
Sentimos que estamos a virar a página. É uma sensação incrível olhar para trás e analisar toda as nossas metamorfoses do certo e errado, do que queremos e não queremos…
Visto ser o último dia no Condado Beirós, ao final da tarde decidimos começar a desmontar instrumentos e toda a técnica de som. Enquanto ouviamos vinis de Janis Joplin e outro de Woodstock ao vivo ficou tudo arrumadinho num ápice.
Foram uns belos dias num espaço delicioso, com pessoas de bem sempre prontas a ajudar. Ficamos gratos à Anabela e ao Celso.
Quanto ao Galo Amigos, vêm aí boas novidades… obviamente. “

Hugo.